ESCLARECIMENTOS

No Brasil, são mais de 800 mil vagas ociosas no mercado de trabalho e que poderiam ser ocupadas por jovens de todo o território nacional. Também há grande número de organizações sociais que trabalham com educação e assistência social, mas que não estão totalmente preparadas para executar a Socioaprendizagem com a qualidade necessária e exigida pelas empresas.

Tais constatações impulsionaram a Fundação Pró-Cerrado a idealizar um plano de expansão que consiste em articulação e transferência de know-how da tecnologia social autossustentável que originou o Programa Jovem Cidadão, adaptando-o às diferenças culturais, econômicas, físicas e demais variáveis regionais.

Para isso, foi feita a seleção de instituições identificadas dentre aquelas que têm foco no trabalho educacional juvenil, a sua capacitação e monitoramento durante o período inicial, com prazo viável para o alcance da sustentabilidade das ações do programa e fortalecimento da Rede como ferramenta de expansão da Socioaprendizagem.

Juridicamente representada pela Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração – Renapsi, a Rede Pró-Aprendiz é criada e se apresenta como alternativa eficaz para a expansão dos projetos e multiplicação dos impactos.

Viver e empreender na forma de rede pressupõe acolher a diversidade, pensar nas relações sociais, na dialética da interlocução com o outro, de uma maneira inovadora, de forma que atinja grande número de agentes ativos.